boy-694763_1280

3 dicas que fazem (toda) a diferença para quando seu filho não acredita nele mesmo

Para quem, assim como eu, precisa trabalhar a auto-estima dos filhos, estruturei este post.

A primeira coisa que eu queria te dizer é que muitas vezes nossos filhos não acreditam no que falamos para eles, principalmente quando aquela voz interna estiver falando mais alto.

Chega um momento que temos que usar mais do que palavras, palavras certa, ou melhor perguntas certas.

Você já deve ter passado pela experiência de ver seu filho insistindo que não é capaz de fazer alguma coisa, que aquilo é IMPOSSÍVEL e que não vale a pena insistir!

Pois então aqui vão 3 dicas para trabalhar a auto-estima do seu filho:

  1. Seja Empático

Na verdade, nosso instinto nos leva a discordar automaticamente da criança.

Porque de fato acreditamos que ele é capaz ou porque queremos motivá-lo e fazer com que se sinta melhor, porém o que ele percebe é que você não o entende ou apoia.

Portanto primeiro diga que entende o sentimento de frustração, aproxime-se deste sentimento. Caso você tenha uma história de quando você se sentia dessa forma quando era criança, compartilhe com seu filho.

Assim, ele baixará a guarda e você poderá passar para o passo 2.

2. Investigue

Pergunte sobre as expectativas da criança, como ela gostaria que aquilo acontecesse, explore, seja curioso…

3. Investigue ainda mais

Depois de fazer perguntas e entender melhor a expectativa de seu filho, pergunte sobre o que ele acha que precisa para conseguir fazer com que aquilo aconteça da forma que esta idealizando.

Faça com que seu filho perceba que você é útil para fazê-lo chegar a uma resposta, faça-o pensar, explorar e descobrir os próprios caminhos.

Um bom caminho é o de fazer boas perguntas e ser o exemplo.

Não paralise, nem deixe seu filho paralisar, etc e tal.